7 sites de emprego para você encontrar uma nova oportunidade

O advento da tecnologia portátil que permite o envio e o recebimento de informações por via eletrônica transformou a sociedade em vários aspectos, o modo de se fazer negócios, vender e comprar produtos, o modo de se relacionar com as pessoas e o modo de procurar uma vaga de emprego.

Antes era necessário acordar cedo, pegar um transporte público e se dirigir a uma agência de emprego ou em locais com boa concentração de vagas para distribuir currículos impressos gastando muita sola dos sapatos. Hoje, o hábito de acordar cedo continua, no entanto, em vez do transporte público ou individual, a pessoa se dirige a sites de emprego.

Não que o modo tradicional ainda não exista ou não tenha eficácia em determinados casos, porém os departamentos de RH, na esmagadora maioria, dão preferência para o recebimento de currículos por forma eletrônica, seja por e-mail ou por sites de emprego. E esse modelo de envio e recepção de experiências e habilidades trouxe vantagens para os dois lados da moeda.

As vantagens

Para os desempregados, o método facilita por não precisar gastar recursos para se dirigir até o local em que pretende trabalhar ou com a impressão de seu currículo, o que gera economia não só em termos financeiros, mas também de tempo. Enfrentar o trânsito caótico das grandes cidades e a lotação excessiva dos meios de condução sempre fez parte do calvário dos que procuram uma recolocação no mercado de trabalho.

Para o setor de recursos humanos, a tecnologia facilitou muito a questão do espaço, já não é preciso separar locais específicos para depositar pilhas e pilhas de currículos e também não é preciso encher sacos de lixo para fazer os descartes. Mas a grande facilidade proporcionada pelos sites de emprego foi o de tornar desnecessário manusear centenas ou milhares de currículos para fazer uma seleção mínima, uma filtragem que atenda os requisitos necessários para o preenchimento da vaga.

Os sites de emprego fornecem filtros onde se consegue separar os candidatos que tem ensino superior ou não, por exemplo, os que têm inglês fluente ou não, os que têm mais de 6 meses de experiência ou não e assim por diante. É possível fazer em poucos cliques uma rápida seleção sem grande esforço.

Sites de emprego

Os sites de emprego

Existem diversos sites de emprego que permitem que o candidato não só envie o currículo para a vaga de interesse, mas que faça um gerenciamento sobre as oportunidades que gostaria de receber, para quais empresas já enviou currículo, quantos currículos enviou no dia, semana ou mês e que também possa expor suas habilidades, estabelecer uma interação mais direta com os recrutadores publicando conteúdo pertinente ao setor que pretende trabalhar, buscar informações com colegas na área e se especializar sobre o assunto.

Vamos apresentar os sites de emprego mais populares e que oferece as melhores ferramentas para ajudar os cadastrados a dá o passo adiante na carreira. Veja abaixo.

Catho

O site de emprego mais popular e estima-se que tenha mais de 7 milhões de currículos cadastrados. Para usar de todos os recursos oferecidos pelo site é preciso pagar um plano de assinatura, mas há recursos gratuitos como busca de vagas e notificação por e-mail de novos cadastros.

No plano de assinatura, é possível ter contato com os recrutadores e fazer cursos online. O site de emprego oferece uma semana de plano de assinatura gratuito para utilizar os recursos a disposição, sem a obrigatoriedade de continuar usando o serviço depois do período da gratuidade. Não é raro conseguir encontrar um emprego na nesse período promocional e assim nem precisar fazer uso dos dias restantes. Mas claro que depende de cada caso e de uma série de variáveis.

 Infojobs

Com mais de 20 milhões de acesso por mês, Infojobs é um dos sites de emprego mais populares e tradicionais. Além de cadastro de vagas e de currículos, disponibiliza ferramentas que auxiliam na gestão dos processos seletivos.

Para cadastrar currículo e buscar vagas, não é necessário contratar planos de assinaturas, no entanto os planos de assinaturas existentes fornecem mais recursos e acesso exclusivo de vagas.

Vagas.com

Outro dos sites de emprego tradicionais. O Vagas oferece seus serviços de forma gratuita aos usuários que cadastram seus currículos, pois a receita do site vem da cobrança de planos para os contratantes. Assim como os demais sites, além do cadastro e busca por oportunidades, envia alertas por e-mail e coloca a disposição materiais extras para que o candidato aprimore seus conhecimentos e não cometa deslizes na hora de procurar por trabalho.

Sites de emprego

Linkedin

Rede social voltada para o mundo corporativo onde se pode interagir diretamente com os recrutadores de empresas e “vender o seu peixe”, já que a mídia é uma espécie de espaço para autopropaganda. Além de expor as experiências profissionais é possível escrever e compartilhar conteúdos, novas conquistas, enviar mensagens, adicionar pessoas e empresas. É um bom local para ampliar o networking e encontrar, ou ser encontrado, por boas oportunidades.

Trampos.co

Integra a lista de sites de emprego que são voltados especialmente para vagas na área de comunicação e tecnologia da informação. Você pode tanto fazer o cadastro do currículo etapa por etapa, como ocorre com os demais sites de emprego, como pode simplesmente anexar o arquivo salvo para enviar a vaga de interesse. Isso torna o processo mais prático principalmente se já cansou de fazer cadastro atrás de cadastro em sites de emprego.

CIEE

O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) é indicado para aqueles que estão ainda realizando os estudos, mas querem antecipar etapas já experimentando uma experiência antes da conclusão do curso. É uma ótima alternativa para apresentar uma experiência comprovada quando estiver na praça a procura de emprego uma vez formado.

E há sempre a possibilidade de, uma vez mostrando competência e sociabilidade, expandir o networking e obter bons contatos que podem lhe garantir uma colocação após o período de estágio.

Prolancer

É um dos sites de emprego focado em trabalhos remotos, isto é, home Office e freelancer, modalidades comum para quem trabalha com programação, web design e redação.