Como fazer um currículo: 8 dicas para se destacar!

Um dos primeiros desafios para quem quer conseguir um emprego é descobrir como fazer um currículo que ajude na busca de um novo trabalho. Escrever um bom currículo não requer nenhum segredo milenar, porém é importante estar atento à alguns detalhes que podem valorizar ou prejudicar o seu currículo e seus objetivos profissionais.

A estrutura mais eficiente para se escrever um currículo deve conter a seguinte sequência de campos (informações): dados pessoais, objetivo profissional, formação acadêmica, experiência profissional, cursos extracurriculares e informações adicionais.

Agora vamos conhecer mais detalhes sobre as informações mais importantes que devem estar presentes no seu currículo que ajudarão a destacar suas competências e aumentar o interesse das empresas por você. Anote e coloque em prática as dicas e tenha boa sorte.

Como fazer um currículo: comece pelos dados pessoais

Se você quer saber como fazer um currículo eficiente comece pelo mais simples, porém que nem sempre recebe a devida atenção: a informação dos dados pessoais. Estas informações são importantes para empresa saber quem você é e facilitam a verificação de dados que ajudam no processo de seleção como a distância da empresa até sua casa ou os números de contato para agendar uma entrevista.

As informações que devem constar no campo “dados pessoais” são: nome completo, idade, estado civil, endereço com CEP e telefones. Somente coloque o seu e-mail se você tem o hábito de verificar as mensagens diariamente, caso contrário prefira o telefone principal e um de recado, identificando o nome da pessoa que deve receber o recado.

Atenção: nunca informe no currículo os números dos seus documentos. As empresas pedem estas informações apenas na hora da entrevista pessoal e este cuidado pode evitar que você seja vítima de um golpe caso seus dados caiam nas mãos de criminosos.

Como fazer um currículo

Como fazer um currículo: deixe claro o seu objetivo profissional

Para aprender como fazer um currículo que gere resultados positivos, ou seja, desperte o interesse das empresas é importante ajudar o selecionador durante a leitura do currículo. Quanto mais fácil e objetiva estiverem as informações que ele busca melhor será a imagem que você causará. Portanto, não se esqueça de sempre apontar o seu objetivo profissional.

Não escrever o objetivo profissional é um dos principais erros de um currículo. A falta desta informação fará com que o responsável pelo processo seletivo tenha que ler todo o seu currículo antes de concluir qual é o cargo que mais combina com sua experiência.

O excesso de objetivos diferentes, é outro erro comum nos currículos, na ansiedade de “atacar todas possibilidades” a pessoa mostra que não tem muita certeza sobre suas capacidades. Se você possui experiência em áreas diferentes, por exemplo, secretária e operadora de telemarketing, faça dois currículos um para cada objetivo profissional.

Escreva um objetivo direto, em uma linha, por exemplo: “Secretária” ou “Área Administrativa”

Como fazer um currículo: valorize a sua formação acadêmica

O campo da formação acadêmica, ou escolaridade, é fundamental para quem está descobrindo como fazer um bom currículo. Neste espaço, de três ou quatro linhas, descreva primeiramente o nome completo da Instituição de Ensino, na linha de baixo o nome do curso e o período em que frequentou o curso. A ordem deve sempre ser do último curso realizado para os anteriores.

Mesmo que você não tenha estudado em uma escola ou faculdade famosa é possível destacar o seu aprendizado no seu currículo. Após citar o nome da escola, o nome do curso e as datas de início e término, você pode destacar algumas disciplinas ou experiências que teve no curso e que são valiosas para o cargo que procura ocupar.

Como fazer um currículo: detalhe a experiência profissional

Outro campo valioso, para quem quer saber como fazer um bom currículo, é a “Experiência Profissional”. É neste espaço que você, além de contar sua trajetória profissional, poderá expor um pouco de suas competências e habilidades que servirão no novo trabalho.

Comece informando, sempre a partir da última empresa, o nome da organização onde trabalhou, o cargo ocupado, o período que atuou e suas principais atividades. Aproveite este momento para fazer uma breve lista dos conhecimentos adquiridos no cargo, como por exemplo um software específico, competências desenvolvidas e responsabilidades diárias.

Não despreze esta oportunidade, muitos profissionais não são chamados para uma entrevista justamente porque neste campo não souberam explicar o que fizeram em seus empregos anteriores. Uma descrição simplificada demais pode passar uma ideia de pouca experiência. Seu currículo é seu representante, faça como ele saiba vender bem sua imagem.

Como fazer um currículo

Como fazer um currículo: cursos extracurriculares

No meio de tantos currículos, muitas vezes com histórias parecidas, é por meio do campo “cursos extracurriculares” que você poderá se destacar na multidão. Muitas dicas de como fazer um currículo costumam desprezar a importância destas informações, porém sabendo explicar os cursos realizados e conhecimentos aprendidos você poderá demonstrar que tem preocupação em manter-se atualizado buscando o seu aprimoramento profissional.

Se você possui algum domínio de um idioma informe isto neste espaço mencionando o nome da escola e o estágio que você se encontra no curso. O nível do aprendizado é fundamental e nunca deve ser exagerado pois a empresa poderá te submeter à um teste de fluência.

Conhecimento fundamental, principalmente para cargos de administração, os cursos de informática também devem ser informados através da menção do nome da escola, nível em que se encontra, podendo citar “cursando” ou “completo” e principalmente relacionando os principais softwares que estão sendo aprendidos.

Um cuidado que deve se ter sempre é não citar cursos que não tenham relação com o cargo que você quer ocupar. Por exemplo, caso você tenha feito um curso de “como fazer ovo de páscoa”, não cite esta informação ao escrever um currículo para vaga de motorista. Prefira informar este aprendizado, caso seja do seu interesse, em um currículo específico para cargos ligados à gastronomia, confeitaria, etc.

Como fazer um currículo: informações adicionais

Uma outra boa dica para aprender como fazer um currículo, que muitas pessoas não utilizam, é criar um campo denominado “informações adicionais”. Esta é mais uma oportunidade de falar, de maneira rápida e objetiva, sobre seus conhecimentos, habilidades, atitudes e experiências.

Por exemplo, se você tem algum conhecimento que será muito útil no cargo que você quer ocupar como se bom com cálculos, saber falar em público ou facilidade em ajudar as pessoas, explique isto brevemente neste espaço.

Ter participado de programas de voluntariado, participar da organização de algum grupo (igreja, clube, escola, etc.) ou ter tido uma experiência profissional que não teve registro em carteira são exemplos de conhecimentos adquiridos que merecem ser destacados.

Atenção, nunca utilize este espaço para mentir, exagerar ou escrever frases superficiais, que apesar de bonitas não podem ser comprovadas na prática. Este campo deve ser usado com consciência e cuidado pois serve tanto para valorizar sua experiência como pode passar uma imagem negativa sobre você.

Como fazer um currículo: cuidado com a estética e os erros de português

Um bom currículo pode ser escrito de maneira objetiva, tendo no máximo duas páginas e contendo as informações principais para que a empresa saiba quem você é, suas qualidades e interesses. Porém existem dois cuidados que devemos sempre estar atentos:

Erros de português causam uma péssima impressão sobre seus conhecimentos e sua capacidade profissional. Antes de imprimir a versão final, peça para duas ou mais pessoas lerem seu currículo com atenção para verificar erros que precisam ser corrigidos.

A estética do currículo não deve apelar para ideias exóticas a fim de chamar atenção. Acredite, ter um currículo bem escrito, com informações precisas e que despertem o interesse da empresa é mais valioso que um papel chamativo, porém sem conteúdo.

Como fazer um currículo sem ter experiência profissional

Mesmo quem nunca trabalhou antes pode aprender como fazer um currículo. No espaço experiência profissional, você pode citar aquelas atividades em que você não foi registrado e ainda assim teve a oportunidade de aprender informações importantes. Por exemplo, ter trabalhado no comércio de um parente ou participado de uma atividade na escola que envolvesse organização, planejamento, vendas, etc.

Citar experiências com estágios, trabalhos escolares e outras experiências acadêmicas nas quais você desenvolveu alguma aptidão, como falar em público, ajudará a descrever o seu perfil e interesses.

Utilize o campo “cursos extracurriculares” para detalhar os principais conhecimentos e experiências adquiridas e que serão úteis no cargo que você quer ocupar.